Pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor. 1 Cor. 13:13

Aos pés de Jesus

















A passagem de Lucas 7 retrata a história de uma mulher pecadora. Não sei qual o tipo de pecado aquela mulher carregava em sua história, qual era a sua “fama”, talvez ela fosse uma ‘piriguete’, talvez uma usuária de drogas ou talvez uma mentirosa dessas conhecidas. Em contraste Jesus estava na casa de pessoas conhecidas em zelar pelo moral da sociedade da época, religiosos que prezavam em guardar códigos de condutas e exigiam, a qualquer custo, que aquelas leis fossem seguidas pelo povo, mesmo que os mesmos não a seguissem em seus corações. Um contraste de rótulos se encontrou dentro daquela casa, mas o que chamou atenção de Jesus não necessariamente foi a “fama” de cada um, mas sim a atitude expressa por esses “rotulados”.

Simão, o fariseu, não tomou conhecimento de quem estava dentro de sua casa, não conseguiu discernir a presença do próprio Deus sentado na mesa de sua casa. A presença do Senhor Jesus estava despercebida durante aquela reunião de religiosos preocupados com tantos assuntos “importantes” da nação. Até que chega ela, a famosa, e se derrama aos pés de Jesus, quebra um vaso de perfume (que por acaso deve ter-lhe custado um bom dinheiro), chora e seca os pés de Jesus com os seus cabelos. Ela o adora, Ela o reverencia, o clama porque sabe que realmente precisa do perdão que só Jesus possuía. A atitude daquela mulher mudou a sua história.

Deus quer a santidade, mas a santidade começa com o reconhecimento de nossos pecados diante do Senhor. Se você está se sentindo muito bom, com um código de conduta muito bem apurado, se sua preocupação não é mais adorá-Lo, mas se preocupa com as ações da sua religiosidade, cuidado, você pode estar desfazendo da presença do Mestre e perdendo a grande oportunidade de estar aos seus pés. A sua atitude diante do Senhor é que faz toda a diferença.

Nenhum comentário:

Postar um comentário