Pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor. 1 Cor. 13:13

Morfina

Ao ouvir uma música do Thalles essa semana (Águas Que Saram) comecei a pensar sobre essa cura da alma que Deus tanto nos fala. Eu tenho experimentado dela, tenho vivido isso na minha vida como um tratamento médico aonde existem dias que parecem ser um tratamento homeopático, calmo, sem nehum tipo de complicação ou dificuldades aparentes de recuperação, já outros dias parecem ser como intervenções cirúrgicas, dias mais complicados, dias onde a pressão arterial aumenta quase que sem controle, os batimentos do coração se descompassam, mas não demora muito o Cirurgião responsável toma conta da situação e controla o cenário. (VIDE BULA - Saiba como usufruir desse tratamento médico)

Todos nós, sem excessão, temos algo que precisa ser sarado por Deus, algo que ás vezes passa desapercebido mas esta lá alojado em algum canto da alma e quando você menos espera os sintomas aparecem, a raiva sem aparente motivo, a tristeza, o medo a insegurança enfim tudo aquilo que nós não queremos mas ainda persistem em estar presente na nossa vida.
Para essas doenças, infecções, bactérias, ferimentos na alma existem duas soluções médicas possíveis.

*A primeira, é buscar cura vinda de Deus o Médico que consegue incisões cirúrgicas aonde nenhum médico cirurgião consegue, consegue tratar a psíque humana como Freud (pai da psicanálise) nunca imaginou que poderia tratar. Deus através do seu Espírito Santo pode tratar das feridas mais complicadas e mais abertas da alma do homem [FATO COMPROVADO].

Agora existem medidas paliativas (provisórias) que estão sendo largamente utilizadas hoje e que possui efeitos muito parecido com um medicamento que também é utilizado pela medicina humana, e é sobre ele que quero falar.

A morfina é uma substância produzida em laboratórios que pode provocar alívio da dor e da ansiedade, diminuição do sentimento de desconfiança, euforia, flash, sensação de bem-estar, tranquilidade, letargia, sonolência, depressão, impotência, incapacidade de concentração ou embotamento mental.

Essa droga é extremanete perigosa, pois pode causar dependência por seus sintomas colaterais como, por exemplo, a euforia e bem estar.
A morfina é utlizada de uma forma controlada nos hospitais, nos serviços de emergência e nos tratamentos médicos com a principal aplicação ALIVIAR DORES FÍSICAS E EMOCIONAIS.

*Segunda opção para as doenças da alma, a Morfina Emocional.

Principais Características:

1.Alívia Imediatamente a Dor da Alma.  O seu efeito é quase sempre instântaneo ou dependendo do paciente e do “tipo” da morfina pode levar alguns minutos ou algumas horas para a droga fazer seu efeito, causando sensação de bem-estar, euforia, diminuição de sentimento de desconfiança entre outros efeitos.

2. A droga, dependendo da quantidade aplicada, pode ter o efeito prolongado.

3. O efeito da droga passa. A dor continua, ou pode até aumentar. Os efeitos colaterais quase sempre se manifestam como, por exemplo, depressão,  arrependimento,  tristeza, sentimento de incapacidade, ansiedade, embotamento mental (introspecção) entre outros sintomas.

4. Dependência. Esse é um efeito praticamente certo de se manifestar. O medicamento pode levar a dependência total do paciente, levando-o a aumentar a frequência de doses e a quantidade aplicada.

5. A utilização da Morfina Emocional, não é um tratamento clínico, por isso não leva a cura de doenças da alma, transtornos psiquicos ou emocionais. A morfina embora posso alíviar por um determinado período as dores causadas por essas doenças, não tem efeito cicatrizante e não ajuda na reconstituição de células, tecidos ou defesas do organismo.

Obs: A escolha da solução médica e do médico responsável fica a critério do paciente. Você decide se vai continuar tomando suas doses diárias de morfina e convivendo todas as noites com a sua dor, ou vai deixar ser tratado pelo médico competente da área e viver uma vida completamente curada e LIVRE !


DEUS É + DO Q VC IMAGINA !

Nenhum comentário:

Postar um comentário